Sebrae Acesse o Portal Sebrae
Você está na ASN

Agência Sebrae de Notícias

 Foto: Carlos Borges
ASN PA 20/07/22 às 18:13 Atualização 30/07/22 às 19:56
Compartilhe

Registro de marca faz a diferença

Por Redação
ASN PA 20/07/22 às 18:13 Atualização 30/07/22 às 19:56
Compartilhe

 

Sebrae oferece suporte para exclusividade de marcas

A marca é um dos patrimônios da empresa, pois a identifica e a diferencia no mercado. Logo, registrar a marca agrega valor a um empreendimento e o torna exclusivo por conferir credibilidade e valor de mercado. “A marca é um sinal distintivo, que é incorporado ao patrimônio da empresa. Não é palpável, não é material, mas a protege de que seja utilizada de forma indevida. O Sebrae dá suporte a quem empreende e deseja tornar sua marca exclusiva”, pontua a analista do Sebrae no Pará, Edna Santos.

Flávia Raiol é empresária e proprietária da empresa Divino Orégano, ao lado do marido, Marcus Raiol. A Divino Orégano Rodízio de Pizzas surgiu em 2016 e atua com serviço em domicílio, utilizando um forno portátil. Hoje, o empreendimento soma mais de mil e quinhentos rodízios realizados, seja em eventos, residência, ambiente corporativo, entre outros. “Nosso trabalho é o de transportar a experiência total de uma pizzaria convencional para o evento do cliente, mas de um jeito prático. Nos apresentamos com a indumentária específica e todo o aparato para produção e montagem das pizzas”, destaca a empreendedora.

Desafios

A empreendedora sentiu na pele a importância do registro de marcas. A Divino Orégano chamava-se Santo Orégano até o início de 2020, momento em que uma empresa homônima de outro estado, devidamente registrada, tomou conhecimento do empreendimento de Flávia e solicitou, judicialmente, que o nome fosse modificado em até 30 dias.

Como a visibilidade do negócio estava grande, foi preciso arrumar meios de contornar a situação. Flávia pontua que foi o Sebrae quem auxiliou na consolidação do Registro de Marca. “Fizemos uma enquete, nossos clientes que escolheram o novo nome da nossa empresa. O Sebrae nos apoiou nesse processo, mesmo durante a pandemia, além disso, fizemos vários cursos online pelo Sebrae”, explica a empresária.

O problema com o registro do empreendimento coincidiu com a pandemia, que ainda trouxe outros desafios, como a restrição social em decorrência da Covid-19. “Trabalhávamos diretamente nas casas das pessoas e não podíamos mais”, explica Flávia, que também teve que reduzir a equipe, que hoje conta com quatro pessoas no total.

Durante a pandemia, foi preciso reinventar a Divino Orégano. A alternativa encontrada foi a comercialização de pizzas semiprontas e, posteriormente, congeladas. Além disso, também exploraram outras possibilidades como pizza para crianças em formato de tabuleiro. Dessa forma, conseguiram passar pelo período nada propício e retomar as atividades.

Os próximos passos da Divino Orégano Rodízio de Pizzas, com o apoio do Sebrae, é entrar no ramo de microfranquias, no segundo semestre de 2022.

Compartilhe
Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões? Entre em contato pelo [email protected] ou fale com a ASN em cada UF

Notícias relacionadas